No Instagram

Depois de cancro da mama, filha de Nuno da Câmara Pereira luta contra leucemia

Madalena da Câmara Pereira, de 45 anos, foi diagnosticada com síndrome mielodisplásico, uma pré-leucemia aguda, e está à procura de um dador de medula óssea compatível.

"Salve vidas! Há por aí alguma medula?", começou por apelar a filha de Nuno da Câmara Pereira, numa publicação que realizou no Instagram.

"Sou a Madalena, quem me conhece trata-me por Laranjinha. Tenho 45 anos, duas filhas que adorava ver crescer e acompanhar. Em 2020, tive um cancro de mama o qual tratei com seis meses de quimioterapia, cirurgia e radioterapia, no IPO de Lisboa. Voltei a trabalhar e a fazer a minha vida normal. Em abril de 2022, fui, inesperada e novamente, diagnosticada com síndrome mielodisplásico, um nome feio e comprido para, por palavras simples, dizer pré-leucemia aguda", contou Madalena da Câmara Pereira, fundadora da marca Simplify.

"Tenho vindo a ser internada no IPO para fazer ciclos de quimioterapia para tratar e 'ganhar tempo' até ao transplante de medula óssea, o único tratamento que salvará a minha vida", relatou, ainda, a empresária, antes de explicar que já foi estudada a compatibilidade entre os irmãos mas que, "infelizmente, nenhum é 100% compatível".

De seguida, Madalena da Câmara Pereira apelou para que os seguidores se tornem dadores de medula óssea, pedindo, ainda, para que se tornem dadores de sangue: "Ao tornarem-se dadores de medula, não só aumentam a probabilidade de arranjar alguém compatível comigo, como para outra pessoa numa situação idêntica à minha. Quanto mais dadores, mais vidas salvamos. [...] A cada internamento que faço, preciso de várias saquetas para transfusão de sangue e/ou plaquetas, não sonham a falta que faz nos hospitais em que há alturas em que têm mesmo de fazer o racionamento do sangue e das plaquetas pelos diversos doentes! Deem sangue e registem-se como dadores de medula óssea! Mostrem que a solidariedade está no vosso sangue e salvem vidas!"

Relacionados