Afinal, queixa de Mayorga contra Cristiano Ronaldo passou para Tribunal Federal

Ronaldo e norte-americana Mayorga concordaram manter segredo
Cristiano Ronaldo fala sobre polémica da acusação de violação
Indignada, Katia Aveiro insulta mulher que acusa Cristiano Ronaldo de violação
Cristiano Ronaldo celebra vitória ao lado da família
Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez em Lisboa

A queixa de violação apresentada por Kathryn Mayorga contra Cristiano Ronaldo foi retirada do Tribunal Estadual do Nevada, mas apresentada no Tribunal Federal dos Estados Unidos.

Afinal, ainda não é desta que Cristiano Ronaldo pode respirar de alívio no que concerne ao polémico caso das acusações de violação.

Após ter sido noticiado que a queixa de violação apresentada por Kathryn Mayorga contra Cristiano Ronaldo foi retirada do Tribunal Estadual do Nevada, foi, agora, divulgado que esta foi apresentada no Tribunal Federal dos Estados Unidos.

Ou seja, apesar de o Tribunal do Nevada ter recebido um requerimento para uma desistência do processo, por parte de Kathryn Mayorga, tal não representa o fim do caso.

De acordo com o Maisfutebol, Kathryn Mayorga retirou o processo do Tribunal Estadual do Nevada, mas apresentou uma queixa idêntica no Tribunal Federal.

Em setembro do ano passado, a norte-americana Kathryn Mayorga, de 34 anos, tinha apresentado uma queixa contra Cristiano Ronaldo por um crime que teria sido cometido em 2009, num hotel de Las Vegas (Nevada).

O caso foi reaberto depois de a mulher ter apresentado novas informações sobre a alegada violação, colaborando com as autoridades na investigação. No estado norte-americano do Nevada os crimes sexuais não prescrevem desde que tenham sido devidamente reportados às autoridades.

Kathryn Mayorga alegou que foi coagida a assinar um acordo de confidencialidade com o jogador, a troco de cerca de 325 mil euros (375 mil dólares).

Já a defesa de Cristiano Ronaldo sempre disse que o que se passou entre o futebolista e Mayorga foi por mútuo acordo.