Miguel Sousa Tavares sobre Cristiano Ronaldo: "Estamos perante uma violação"

"Ronaldo reconhece que ela disse que não queria, estamos perante uma violação"
Indignada, Katia Aveiro insulta mulher que acusa Cristiano Ronaldo de violação
Apoiado pela família, Cristiano Ronaldo assiste a jogo da Juventus na bancada
Dolores Aveiro visita Cristiano Ronaldo em Turim
Georgina Rodríguez leva Eva e Mateo a apoiar Cristiano Ronaldo

No comentário no "Jornal das 8", Miguel Sousa Tavares falou sobre a alegada violação de Cristiano Ronaldo.

Em conversa com Pedro Pinto, o comentador começou por enumerar os factos conhecidos acerca do processo de acusação contra Cristiano Ronaldo.

"Cristiano Ronaldo conheceu Kathryn Mayorga na discoteca, ela subiu voluntariamente à suite dele. Depois disse-lhe que não queria aquele tipo de ato sexual - isso está reconhecido na queixa da polícia. Ele reconhece que ela lhe disse duas ou três vezes que não queria, e um não é um não, por isso estamos perante uma violação", afirmou Miguel Sousa Tavares.

O comentador menciona também que o internacional português e a norte-americana chegaram a um acordo e "se pagou, é porque se reconheceu culpado e quis indemnizá-la".

"Por outro lado, ela não quis puni-lo pelo abuso que ele cometeu e quis apenas uma indemnização", continuou Miguel Sousa Tavares para quem, se Kathryn Mayorga quisesse punir o agora jogador da Juventus, "seguia com a queixa até ao fim". 

Na opinião do comentador do "Jornal das 8", a honra de de Kathryn "valeu 375 mil dólares e, com isso, deu-se por satisfeita", até que, 9 anos depois, "resolvem que esse valor não chega e vêm pedir milhões, é disso que se trata".

No final, Miguel Sousa Tavares frisa que não está de acordo com a atitude de nenhum dos envolvidos neste caso que está a causar polémica mundial.