Goucha

"Sabias que o teu pai estava doente?": a resposta do filho de Pedro Lima

João Francisco, filho mais velho de Pedro Lima, esteve à conversa com Manuel Luís Goucha, no programa "Goucha", da TVI.

Dois anos e dois meses após a morte de Pedro Lima, João Francisco Lima, o filho mais velho do ator, concedeu uma entrevista a Manuel Luís Goucha.

"Sabias que o teu pai estava doente?", perguntou o apresentador, a certa altura.

"Sabia que o meu pai estava deprimido, agora o que eu não sabia e é uma das coisas que eu faço questão de frisar, que é o facto de faltar muita educação para o tema... agora já sei... mas o que a maior parte das pessoas não sabe e, depois, diz-se surpreendida, quando estas coisas acontecem, é: para o estado em que uma determinada pessoa está, num determinado momento, e alguns sinais que ela pode dar, que não são os que estamos habituados a ver nos filmes, que é só a tristeza e a apatia, há muitos outros que podem ser tidos em conta... como as pessoas não sabem o que é que é, não têm, sequer, noção de que podem estar a prever uma decisão como o suicídio", começou por responder o jovem.

Manuel Luís Goucha quis, entretanto, saber se o filho de Pedro Lima conhecia "esses sinais".

"Não, ou seja, uma pessoa pode estar mais triste, ou com menos energia, o que nós não sabemos é a partir de que ponto, ou quais é que são os sinais e a dimensão que prevê que, nesse estado, a pessoa já possa tomar uma decisão dessa magnitude", frisou.

João Francisco Lima admitiu, ainda, que nunca se sentiu culpado, por não se ter apercebido do estado em que o pai se encontrava.

"Zero e acho que é uma coisa, absolutamente, essencial no meu processo de luto, o facto de nunca me ter sentido, minimamente, culpado, mas mesmo", rematou.

Recorde-se que Pedro Lima foi encontrado, sem vida, na praia do Abano, em Cascais, no dia 20 de junho de 2020.

Veja, agora, o vídeo do momento em que João Francisco abre o coração, em conversa com Manuel Luís Goucha.

Caso esteja a sofrer de algum problema psicológico, tenha pensamentos autodestrutivos ou sinta necessidade de desabafar, deverá recorrer a um psiquiatra, psicólogo ou clínico geral, podendo, ainda, contactar uma das seguintes entidades:

- Conversa Amiga (entre as 15h e as 22h) - 808 237 327 (número gratuito) e 210 027 159

- SOS Voz Amiga (entre as 16h e as 24h) - 213 544 545

- Telefone da Amizade (entre as 16h e as 23h) – 228 323 535

- Telefone da Esperança (entre as 20h e as 23h) - 222 030 707

- SOS Estudante (entre as 20h e a 1h) - 239 484 020

Relacionados