urlvisit

Justin Bieber pensou em suicidar-se: "Havia imensas pessoas que eram más"

Já conhece o sósia brasileiro de Justin Bieber?
«Para fazer de Bieber, sofri vários tipos de 'agredimentos'»
«O Justin Bieber dança muito e eu danço muito… menos»
Tal como Justin Bieber, estes famosos lutam contra doenças incuráveis
As imagens do casamento de Justin Bieber e Hailey Baldwin

O cantor Justin Bieber fez um balanço da vida pessoal e profissional, no recente documentário "Next Chapter".

Foi lançado recentemente, no canal de YouTube de Justin Bieber, o documentário "Next Chapter", no qual o cantor, que tem, agora, 26 anos, fez uma viagem no tempo, até à adolescência, a partir de um dos últimos singles que lançou, "Lonely".

Tal como indica o título da canção, Justin Bieber confessou ter sentido uma profunda solidão, no começo do percurso na música, quando tinha apenas 15 anos.

"Tinha milhões de pessoas a observarem-me, mas, ainda assim, sentia-me sozinho. Sentia-me incompreendido e magoado. Não fazia ideia de que esta vida me ia consumir e absorver. Havia imensas pessoas que eram más, que diziam que eu não valia nada, que parecia uma miúda...", recordou, acrescentando que esse tipo de críticas negativas magoavam-no mais do que deixava transparecer.

Nessa época, o músico chegou, inclusive, a pensar em suicídio: "Houve momentos em que realmente me queria matar. Pensava: 'Esta dor algum dia vai passar?'. Era tão permanente. Estava a sofrer e, então, pensei: 'Prefiro não sentir nada disto, do que sentir'."

Para Justin Bieber, a "fé em Deus" foi essencial para ultrapassar esta fase mais negativa.

Veja, agora, na íntegra o documentário "Next Chapter", sobre Justin Bieber.

Recorde-se que, caso esteja a sofrer de algum problema psicológico, tenha pensamentos autodestrutivos ou sinta necessidade de desabafar, deverá recorrer a um psiquiatra, psicólogo ou clínico geral, podendo, ainda, contactar uma das seguintes entidades:

- Conversa Amiga (entre as 15h e as 22h) - 808 237 327 (número gratuito) e 210 027 159

- SOS Voz Amiga (entre as 16h e as 24h) - 213 544 545

- Telefone da Amizade (entre as 16h e as 23h) – 228 323 535

- Telefone da Esperança (entre as 20h e as 23h) - 222 030 707

- SOS Estudante (entre as 20h e a 1h) - 239 484 020