urlvisit

Dolly Parton financia vacina para a Covid-19 com cerca de um milhão de euros

A cantora norte-americana Dolly Parton decidiu financiar as investigações científicas para uma das vacinas mais promissoras na luta contra a Covid-19.

Radiante por poder fazer parte de um processo que pode vir a reverter a situação mundial, Dolly Parton falou à BBC News sobre o financiamento que fez aos estudos da vacina Moderna, agora, sabida como uma das mais relevantes. Aliás, a farmacêutica norte-americana "Moderna" promete uma vacina com um alto nível de eficácia, que deverá começar a ser distribuída ainda este ano.

A cantora country figura no relatório preliminar desta vacina, como uma das principais investidoras responsáveis pelos avanços. A artista doou cerca de 900 mil euros (um milhão de dólares) à Universidade Vanderbilt, em Nashville, Tennessee, quantia esta destinada à investigação sobre o novo coronavírus.

"Tenho a certeza de que muitos milhões de dólares de muitas pessoas foram investidos nisto. [...] Senti-me muito orgulhosa de ter feito parte daquele pequeno capital inicial que, espero, se transformará em algo grande e ajudará a curar este mundo", disse, falando sobre a quantia que enviou no passado mês de abril.

Recorde-se que, entre todas as vacinas para a Covid-19 que estão em fase de testes, há duas que se destacam: a vacina da Pfizer e a da Moderna, ambas com uma eficácia acima dos 90%.