urlvisit

Documentário "Framing Britney Spears" leva Justin Timberlake a pedir desculpa à ex-namorada: "Sei que falhei"

Britney Spears e Justin Timberlake na SELFIE
Pai de Britney Spears já não controla a fortuna da cantora
Britney Spears na Selfie
Justin Timberlake na Selfie
Justin Timberlake e Jessica Biel na SELFIE

O documentário "Framing Britney Spears", focado na trajetória da cantora norte-americana, estreia-se na próxima segunda-feira, dia 22, em Portugal.

O documentário "Framing Britney Spaers", resultado de um trabalho de investigação do jornal norte-americano The New York Times, será exibido, em Portugal, no canal de televisão Odisseia, na segunda-feira, dia 22, às 22:00 horas.

Segundo o comunicado do canal de televisão, "Framing Britney Spears" "recorda as luzes e as sombras da trajetória da cantora, incluindo a etapa de maior popularidade, nos anos 90 e 2000, abordando a série de acontecimentos que levaram a que, em 2008, perdesse o controlo da sua vida e passasse a ser tutelada, a partir dessa altura, pelo pai [Jamie Spears]."

Na sequência do documentário "Framing Britney Spears", sugiram vários movimentos a pedir a "libertação" da artista do controlo do pai (#FreeBritney) e a apelar a quem a criticou e julgou, na altura, para que pedisse desculpa.

Vários já o fizeram, como foi o caso da humorista Sarah Silverman ou da revista Glamour. Mas foi Justin Timberlake quem mais surpreendeu, ao pedir desculpas publicamente à ex-namorada, por "erros" que assume terem contribuído para "um sistema que tolera a misoginia e o racismo".

"Sei que falhei", afirmou Justin Timberlake, numa declaração partilhada no Instagram, que surge após vários anos de silêncio acerca da relação e na mesma semana em que o pai de Britney Spears perdeu o controlo total sobre as finanças da cantora.

"Lamento profundamente pelos momentos na minha vida em que as minhas ações contribuíram para o problema", escreveu o cantor.

"Quero pedir desculpa especificamente à Britney Spears e à Janet Jackson, de forma individual, porque preocupo-me e respeito estas mulheres e sei que falhei", acrescentou o, também, ator.