urlvisit

Carolina Deslandes revoltada: "Essa exploração é deplorável"

Carolina Deslandes e a família
Agir e Carolina Deslandes surpreendem fãs com dueto: "Sem palavras"
Com Carolina Deslandes, Raquel Tavares volta a cantar e emociona: "Arrepiei-me"
Carolina Deslandes exibe tatuagens
Carolina Deslandes responde a questões dos fãs

A cantora Carolina Deslandes fez um desabafo sobre as notícias veiculadas sobre celebridades.

Foi nesta segunda-feira, dia 10, que Carolina Deslandes fez um desabafo, no Instagram, sobre a responsabilidade da imprensa.

"Estou a fazer este vídeo, por causa de uma coisa que me tem vindo a incomodar e acho que é importante falarmos sobre isto e termos consciência disto. Quero falar-vos da importância de vivermos em comunidade e, acima de tudo, da responsabilidade de certos cargos que são ocupados e que, a meu ver, são executados sem qualquer tipo de escrúpulos. A função da comunicação social, mais do que entreter, é informar. [...] Depois, começou a aparecer esta comunicação, que não para de crescer e que é sensacionalista. Deturpa as coisas que são ditas, inventa coisas que nunca foram ditas, nem nunca aconteceram e ofende. E o que é que acontece? A vontade de vender e essa falta de verdade e essa falta de escrúpulos não conhecem consequências", começou por afirmar a cantora, de 28 anos.

De acordo com Carolina Deslandes, os seus amigos aconselham-na a não colocar em tribunal os órgãos de comunicação social que emitem essas notícias ou afirmam que é melhor não falar, para não dar destaque ao assunto. No entanto, a intérprete de "A Vida Toda" conta que optou pela "via mais difícil": a de expor o assunto.

"Podia escolher uma via mais fácil e não falar das coisas que me chateiam. Mas incomoda-me muito mais ficar calada do que falar. Prefiro mil vezes falar. [...] Hoje em dia, tenho consciência de que o meu papel enquanto artista tem uma vertente social e uma vertente que eu gosto de aproveitar para falar daquilo que eu considero válido e importante. [...] Só que, no meio do caminho, há pessoas que se aproveitam desse lado social, há pessoas que se aproveitam da honestidade, da criação de conteúdo válido, para fazerem notícias", continuou. 

Caracterizando este tipo de imprensa como "maldizer gratuito", Carolina Deslandes termina, fazendo um apelo: "Nós hoje em dia podemos escolher a informação que queremos receber. [...] Por isso, o que vos quero pedir é para procurarem bem as fontes de informação. [...] Essa exploração é deplorável. Escolham aquilo que querem consumir".

Veja, agora, o vídeo do desabafo de Carolina Deslandes.