Após sofrer acidente, Dalila Carmo recebe mensagens das "pessoas mais improváveis"

Igor Pires
Dalila Carmo e Margarida Serrano protagonizam cena carregada de emoção "Na Corda Bamba"
Dalila Carmo: «É a melhor novela que já se fez»
"Na Corda Bamba": Rodrigo Trindade tece rasgados elogios a Pêpê Rapazote e Dalila Carmo
Dalila Carmo partilha fotografias antigas
Dalila Carmo na Selfie

A atriz Dalila Carmo contou, ainda, que já está a recuperar do acidente.

Foi através do Instagram que Dalila Carmo desabafou sobre o acidente que sofreu há pouco tempo e que a deixou imobilizada. 

Nesta sexta-feira, dia 29, a atriz, de 45 anos, mostrou-se surpreendida com algumas mensagens que recebeu, vindas das pessoas mais improváveis: "Na última semana e meia recebi mensagens das pessoas mais improváveis, preocupadas com a minha saúde. Digo improváveis, porque há situações em que estamos à espera que o maior stress venha 'de dentro'. Não foi o caso. Habituada como estou a colocar o trabalho como a prioridade na minha vida (é uma falha minha que reconheço com algum pesar e sentimento de culpa) fui gravar na mesma sem dar ouvidos aos médicos e os planos de gravações cumpriram-se. Para quê entrar em pânico quando o nosso próprio pânico baliza o dos outros?".

"O acidente, do qual não vou falar, não foi em trabalho e podia ter sido mais grave. Ontem e hoje já dei alguns passinhos o que me leva a crer que estou no caminho certo, se não abusar da sorte e do esforço. Mas em gravações tive 3 pessoas que reuniram esforços para que eu não piorasse da lesão E não me sentisse frustrada por gravar a meio gás com 30% da energia física que normalmente a Lúcia requer. E perante a minha obstinação ao trabalhar, não há maior dor do que 'fingir' alguma coisa ou ligar o modo automático", acrescentou Dalila Carmo.

"Tenho de agradecer infinitamente a estas 3 pessoas e a todos os que se tem preocupado e enviado mensagens de carinho♥️♥️♥️", termina a Lúcia de "Na Corda Bamba".

Veja, agora, algumas das melhores imagens de Dalila Carmo, nas galerias de fotografias que preparámos para si.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Boa noite! Na última semana e meia recebi msgs das pessoas mais improváveis, preocupadas com a minha saúde. Digo improváveis porque há situações em que estamos à espera que o maior stress venha "de dentro". Não foi o caso. Habituada como estou a colocar o trabalho como a prioridade na minha vida ( é uma falha minha que reconheço com algum pesar e sentimento de culpa) fui gravar na mesma sem dar ouvidos aos médicos e os planos de gravações cumpriram-se. Para quê entrar em pânico qd o nosso próprio pânico baliza o dos outros? O acidente do qual não vou falar, não foi em trabalho e podia ter sido mais grave. Ontem e hoje já dei alguns passinhos o que me leva a crer que estou no caminho certo, se não abusar da sorte e do esforço. Mas em gravações tive 3 pessoas que reuniram esforços para que 1- eu não piorasse da lesão 2-não me sentisse frustrada por gravar a meio gás com 30% da energia física que normalmente a Lúcia requer. E perante a minha obstinação ao trabalhar, não há maior dor do que "fingir" alguma coisa ou ligar o modo automático. Tenho de agradecer infinitamente a estas 3 pessoas e a todos os que se tem preocupado e enviado msgs de carinho♥️♥️♥️🙏🏽

Uma publicação partilhada por Dalila Carmo (@dalilacarmo) a