PEIXES - 10 de Espadas

"Cair é um acidente, ficar no chão é uma escolha". 

Vivemos a 1000 à hora e muitas vezes nem nos damos conta do rumo que a nossa vida está a tomar. O pior é quando acordamos, olhamos à volta e assustamo-nos por não percebermos em que ponto estamos, nem como fomos ali parar! É aí que percebemos e sentimos um vazio que confirma a nossa sensação de "ter-me-ei perdido pelo caminho?"

Andamos meio perdidos, não andamos? Quase que atordoados, há demasiada informação e distração… A questão é que, mesmo repletos de sentimentos de insatisfação, continuamos presos na inação.

Isto talvez seja porque nos acomodamos ou talvez por medo de ter de voltar para trás e reconstruir novamente, mas… vamos lá a pensar um pouquinho! O que é que será melhor: viver o resto de uma vida vazia sem sentido e sem objetivos ou ir (mesmo que seja com 180 anos) ao encontro daquilo que nos alegra? Mesmo que sintamos por breves segundos aquela sensação de plenitude, do dever cumprido, esses momentos serão melhores do que uma vida medíocre. Como alguém disse: antes dez minutos de amor sofrido do que uma vida inteira vazia.

Muitas vezes, a nossa necessidade de certeza leva-nos a mantermo-nos comprometidos a relações, empregos, etc., que assumimos anteriormente mas que, por algum motivo, agora, não é o que precisamos, já não "encaixa". Os sonhos também se atualizam. O que eu sonhei aos 20 anos não é o que sonho agora, como é natural. Então, há que mudar enquanto temos tempo!

Qual é o sonho agora?

A vida vai dar-lhe a possibilidade de, nesta altura, fechar um ciclo e um fecho de ciclo traz inevitavelmente o começo de um outro… Ao trabalho, Peixinho valente!

Está na altura ideal para fazer uma sessão comigo. Encontra-me aqui no Tarot de Ísis By Vera Xavier.

Já me acompanha no Instagram?

Últimas

Mais Últimas

Mais Lidas

Patrocinados