Curtas de Leonor Teles e Gabriel Abrantes nomeadas para Prémios Europeus de Cinema

Duas curtas-metragens dos realizadores portugueses Leonor Teles e Gabriel Abrantes estão entre as cinco nomeadas para Melhor Curta-Metragem nos Prémios Europeus de Cinema 2019.

De acordo com o sítio online dos galardões, as curtas-metragens "Cães que ladram aos pássaros", de Leonor Teles, e "Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de Pierre", de Gabriel Abrantes, foram escolhidos pela organização.

Os Prémios Europeus de Cinema visam reconhecer a excelência dos filmes produzidos na Europa e são entregues, anualmente, pela Academia Europeia de Cinema, composta por cerca de 3.500 profissionais do meio.

A 32.ª cerimónia dos Prémios Europeus de Cinema vai realizar-se em Berlim, Alemanha, no dia 7 de dezembro, com o anúncio dos vencedores.

"Cães que ladram aos pássaros", de Leonor Teles, acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária, e teve a estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Veneza, em setembro deste ano.

Produzido em Portugal, o filme, de 20 minutos, tem argumento de Leonor Teles, Vicente Gil, Salvador Gil, Maria Gil & Francisco Mira Godinho, e é produzido por Filipa Reis, Leonor Teles & João Miller Guerra.

Por seu lado, "Les Extraordinaires Mésaventures de la jeune fille de Pierre" é uma curta de 20 minutos escrita e dirigida por Gabriel Abrantes, produzida pelo cineasta português e por Justin Taurand, numa coprodução luso-francesa.

O filme - com a história de uma escultura do Louvre que foge para as ruas de Paris por estar farta de ser uma ornamentação - foi apresentado em maio na 51.ª Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.