urlvisit

Sílvia Martins sobre entrevista a Shawn Mendes: "Ele está a conquistar o mundo"

Sílvia Martins teve a oportunidade de voltar a entrevistar Shawn Mendes, no dia em que o músico canadiano subiu ao palco do Meo Arena com a digressão do seu segundo álbum de originais, "Illumination".

"Conheci-o há dois anos. O encontro foi em Madrid, no Teatro Monumental. A sala era pequena, mas os 1500 lugares esgotaram em três minutos (sim, 3 minutos!). Se era já uma promessa na música pop, os últimos anos não deixaram dúvidas. Conquistou a escala mundial", começou por recordar a jornalista da TVI.

"Reencontro-o, agora, aos 18 anos de idade. Mostro-lhe a fotografia que tirámos em Madrid, e ele exclama: 'Era tão novo!' Na vida dele, os últimos dois anos bastaram para mudar as escalas. Há um ano fez a estreia em Portugal, a terra do pai, natural de Lagos. Foi na sala Tejo do Meo Arena, espaço para cerca de quatro mil pessoas que esgotou rapidamente. 367 dias depois volta e ocupar a sala principal do Meo Arena, esgota mais de 13500 lugares. São quase mais 10 mil fãs para ouvir o músico. Sublinho, passaram (apenas) 367 dias", acrescentou.

Sobre a conversa com o músico, Sílvia revelou: "Ele confessou-nos o seu espanto quando desceu do autocarro que o leva em digressão e se deparou com a pequena sala do ano passado, onde ficaram este ano estacionados os camiões para preparar a nova estrutura na grande sala do Meo Arena. Reconhece que tem um papel importante junto de milhares de jovens, espera ajudá-los com as letras das suas músicas da mesma forma que os seus ídolos o fizeram. Filho de pai português, revela que só consegue dizer 'obrigado' na língua de Camões, mas pede-me para ajudá-lo a dizer 'I love you', em português. Ouve-me e repete: 'Eu gosto de ti'. Diz que é difícil, volta a tentar e sorri. Shawn Mendes está a conquistar o mundo. Confessa que está a ser tudo muito rápido, mas garante que vai manter a essência. No último ano tatuou no braço uma guitarra. Explica-nos o significado. Está lá a referência aos pais e à irmã. A família segue de perto a carreira do músico. Estão todos juntos, em Lisboa. De Lagos chegam outros familiares para o ver ao vivo subir ao palco. As raízes juntam-se. Shawn Mendes sente-se em casa, ele que desde o início da adolescência passou a descobrir o mundo."