Katy Perry condenada por plágio em canção "Dark Horse"

com Lusa
Katy Perry na Selfie
Katy Perry e Orlando Bloom posam pela primeira vez juntos
Katy Perry e Heidi Klum prestam homenagem à Minnie

A artista norte-americana Katy Perry foi condenada, no tribunal de Los Angeles, na Califórnia, de plágio da música "Joyful Noise", do cantor de rap cristão Flame, pelo tema "Dark Horse", de 2013.

A decisão unânime do júri, composto por nove membros, foi apresentada na segunda-feira, cinco anos depois da acusação feita por Marcus Gray, nome verdadeiro do rapper Flame.

Agora, falta determinar a quantia que Katy Perry terá de pagar pela violação dos direitos de autor.

Numa decisão que deixou muitos na sala surpreendidos, os jurados consideraram que todos os seis compositores e as quatro empresas que editaram e distribuíram as canções eram responsáveis, incluindo Perry – que não esteve presente - e Sarah Hudson, que escreveu apenas a letra, para além de Juicy J, que escreveu o rap.

A editora americana Capitol Records e os produtores de Katy Perry, Dr. Luke, Max Martin e Cirkut, foram, também, considerados os culpados no caso.

Os advogados do rapper Marcus Gray argumentaram que "a batida e a linha instrumental apresentada em metade da música 'Dark Horse' são, substancialmente, semelhantes às de 'Joyful Noise'", cita a AP.

"Dark Horse", com uma nomeação para um Grammy, em 2015, constituiu o repertório de Katy Perry na sua performance, no mesmo ano, no intervalo da final de futebol americano, o Super Bowl.

Recorde os temas "Dark House" e "Joyful Noise".