Diogo Morgado confessa: "Mentia na idade!"

Igor Pires
"Nenhum deles teve a intenção de ter a importância que tem para mim"
Diogo Morgado no "Conta-me Como És"
Paulo de Carvalho no "Conta-me como És"
Raquel Tavares no "Conta-me Como És"
Alexandra Borges no "Conta-me Como És"

O ator Diogo Morgado foi o convidado do "Conta-me como És" deste sábado e fez revelações sobre o seu percurso profissional.

Diogo Morgado foi o convidado de Fátima Lopes no programa "Conta-me como És", deste sábado, dia 4. Numa conversa intimista, o ator abordou o começo da carreira, o percurso profissional fora de Portugal... e até confessou que mentiu na idade.  

Logo no começo da entrevista, Diogo Morgado sublinhou que o seu percurso na representação começou com a ajuda de um nome histórico nessa arte em Portugal: Armando Cortez. "Se eu estou a fazer isto, é porque acho que vales a pena". Esta foi a inesquecível frase dita ao ator por Armando Cortez quando, em 1997, Diogo Morgado teve o seu primeiro trabalho como intérprete. "Quando me sinto um bocadinho abanado, lembro-me disso", revelou o protagonista de "A Teia". "Acredito que ele ainda toma conta de mim", acrescentou Diogo Morgado sobre Armando Cortez, que faleceu subitamente em 2002, vítima de complicações cardíacas.

Abordando ainda o começo do seu percurso no mundo da representação, Diogo Morgado relembra que caiu neste universo "de para-quedas", após uma primeira experiência na moda, incentivado por um amigo e para "ganhar uns trocos". Embora tenha começado aos "14 ou 15 anos", o ator, nessa altura, "mentia na idade". "Era alto e queria ser levado mais a sério", explicou.

Os primeiros tempos como ator não foram fáceis, principalmente quando se estreou em televisão, em 1997. Na telenovela "Terra Mãe", de Rui Vilhena, Diogo Morgado pensava que ia fazer figuração, mas acabou por ter imensas falas. Esse desafio profissional fez-lhe chorar várias vezes. "Não era o meu mundo, era normal!", confessa.

(Re)veja a entrevista completa.