Big Brother

Miss Playboy Liliana Queiroz recorda passado de drogas: "O 'Big Brother' foi a minha salvação"

Liliana Queiroz já foi uma das mulheres mais desejadas de Portugal.

Liliana Queiroz foi eleita Miss Playboy e, durante vários anos, foi uma das mulheres mais desejadas de Portugal, até que uma grave depressão a fez ganhar peso.

Em conversa com Fátima Lopes, no programa "A Tarde É Sua", a antiga Miss Playboy Portugal recordou os dramas do passado, com uma infância marcada pela toxicodependência dos pais, que levou a que fosse criada pelos avós paternos.

"Sou uma menina do pai e foi muito difícil para mim ficar sem eles. (...) A adolescência foi mesmo a minha fase mais difícil da minha vida. Tinha um namorado com quem não me dava bem e continuava a viver afastada dos meus pais", contou Liliana Queiroz que, aos 15 anos, perdeu a mãe.

Depois de ter atingido o estrelado ao ser eleita Miss Playboy Portugal, a vida de Liliana Queiroz sofreu um novo revés, aos 25 anos, com a morte do pai, que a levou a "uma depressão grave" e a ficar fechada em casa durante dois anos.

Em 2013, foi convidada a participar no "Big Brother Vip", da TVI, que, segundo revela, foi a sua "salvação". "Quando saí, recebi um banho de amor (...) e decidi: 'nunca mais vou tomar drogas e antidepressivos nenhuns'", confessou.

Agora, aos 34 anos, trabalha num estúdio de fotografia e diz-se uma mulher feliz, especialmente depois de ser mãe do pequeno Gabriel. "A vida não é um ensaio, não podemos voltar atrás", afirmou Liliana Queiroz.

Veja, agora, a conversa de Liliana Queiroz com Fátima Lopes.

Relacionados