Famosos

Morreu a voz de "Tous les garçons et les filles"

A figura da música francesa com aura internacional Françoise Hardy morreu hoje aos 80 anos.

  • 12 jun, 12:48
AA com Lusa
Françoise Hardy
Françoise Hardy

A notícia da morte de Françoise Hardy foi confirmada pelo filho da cantora francesa, Thomas Dutronc, através das redes sociais.

No ranking das 200 melhores cantoras de todos os tempos da revista americana Rolling Stone em 2023, Françoise Hardy foi a única representante da França.

A artista enfrentava desde 2004 um cancro que assumiu diversas formas e resultou em vários problemas. Em 2023, tinha admitido à revista Paris Match que queria "partir logo e rapidamente, sem muitos desafios, como a impossibilidade de respirar".

Tudo começou para Françoise Hardy em 1962 com o sucesso instantâneo - mais de 2 milhões de cópias vendidas – "Tous les garçons et les filles", que escreveu e compôs, uma circunstância rara naquela época, noticiou a agência France-Presse (AFP).

Tinha então 18 anos e era o seu primeiro disco. Françoise Hardy irrompeu no meio da onda yéyé, mas não correspondeu realmente a este rótulo.

Numa época de despreocupação, Françoise Hardy destacou-se pela sua melancolia: "Sim, mas ando sozinha pelas ruas, com a alma a doer/sim, mas vou sozinha, porque ninguém me ama."

Além deste hit, o público lembra a artista pela sua voz delicada, do intrigante casal de celebridades que formou com Jacques Dutronc - dessa união nasceu Thomas, que também se tornou cantor como os seus pais - mas não só.

Também foi a embaixadora da elegância francesa e figura pop internacional, um "ideal feminino" para Mick Jagger, ou uma figura mística para Bob Dylan ou David Bowie.

Relacionados

Patrocinados