Mãe de Cristiano Ronaldo fala de pobreza na infância: "Vivíamos numa casa de palha"

Dolores Aveiro na Selfie
Mãe de Cristiano Ronaldo cumpre tradição de Natal e acaba a dançar
Mãe de Cristiano Ronaldo já tem a casa preparada para o Natal
Dolores Aveiro e José Andrade na SELFIE
Dolores Aveiro celebra 65.º aniversário

O novo formato apresentado por Bárbara Guimarães, "24 Horas de Vida" teve, no passado domingo, dia 22, Dolores Aveiro como convidada, que mostrou o que faria se tivesse, apenas, mais um dia de vida.

No programa, Dolores fez revelações surpreendentes e chegou a falar sobre a infância humilde, passada no Caniçal, onde vivia com os pais e irmãos: "Éramos muito pobres. A minha mãe passou muita fome para sustentar os filhos. O meu pai nunca foi um homem responsável".

"Tínhamos uma casa de palha, mas éramos felizes", acrescentou, falando, ainda, da morte da mãe que levou o pai a internar os filhos num orfanato.

Dolores Aveiro confessou a Bárbara Guimarães que perdoou o pai pela decisão, e até lamentou não ter dito que o amava muito: "Ele fez bem em internar a gente, porque se ele tivesse a gente no poder dele, a gente passava fome e talvez algum tivesse morrido".

"Arrependo-me de não ter dito ao meu pai ‘eu te amo muito’, porque o meu pai nunca me deu um abraço. Talvez por essa distância eu nunca tenha chegado ao pé dele e dito ‘amo-te’. Mas digo isso aos meus filhos", revelou.

No programa, a matriarca da família Aveiro fez, ainda, o seu passeio habitual, passando pela estátua de Cristiano Ronaldo, mesmo no centro do Funchal, e visitou o museu de CR7, onde o filho Hugo trabalha e onde o sobrinho Nuno faz um "excelente trabalho" como diretor. Sobrinho este que é como um filho para Dolores Aveiro.

Neste passeio, a mãe do craque internacional deixou uma mensagem ao jogador, usando aquelas que seriam as últimas palavras: "A mãe tem muito orgulho em ti. És o orgulho da vida da mãe. E se a mãe, de hoje para amanhã faltar, olha por todos, porque tens um bom coração e a mãe ama-te muito"

Ainda houve tempo para a mãe de CR7 falar de Katia e Elma Aveiro, assim como recordar o cancro que teve, bem como a viagem aos Estados Unidos para ir buscar os gémeos Eva e Mateo, filhos de mãe incógnita. 

Recorde-se que o programa foi gravado antes de Dolores Aveiro ter sofrido o Acidente Vascular Cerebral Isquémico, do qual já está a recuperar em casa.