Pedro Lima: "Há quem tenha um olhar reprovador pelo que decido partilhar publicamente"

Pedro Lima e a família na Selfie
Pedro Lima fala da sua personagem em «Onde está Elisa?»
Pedro Lima sobre Estoril Open: "Está a ser um dia emocionante"
Glam Shot TVI com Pedro Lima
Pedro Lima na ficção da TVI

Grato pelas oportunidades que a vida lhe tem dado e pela família e carreira que construiu, Pedro Lima fez um desabafo, nas redes sociais.

"Acho que, nos tempos que correm, quem escolhe ser ator e trabalha em televisão tem de estar preparado para partilhar bastante verdade sobre a sua vida. Não podemos viver a ocultar o que é a nossa vida pessoal com o objetivo de cultivar uma imagem postiça e criar em quem se interessa por nós a ilusão de uma coisa que não somos. A verdade acaba sempre por se manifestar", começou por escrever Pedro Lima.

"Apenas sorrio com ironia quando observo personalidades que têm enorme preocupação em não expor a sua vida mas que, perante a Vogue, o Expresso ou o Público respondem alegremente às perguntas mais indiscretas. Eu sempre me senti respeitado pelas publicações mais populares com quem partilhei a parte da minha vida que escolho e não observo, em alguns resultados, grande diferença entre umas e outras", continuou o ator.

No texto, Pedro Lima revelou, ainda, que viveu em "ambientes muito diversos, desde socialmente mais duros aos mais privilegiados": "De uns e de outros guardo memórias, desde as mais dolorosas às mais alegres. De todas elas sei bem o que tenho partilhado e o que tenho guardado só para mim."

Por último, o ator acrescentou, ainda, que está bem ciente do que partilha: "Sinto que há quem tenha um olhar reprovador pelo que decido partilhar publicamente, mas desengane-se quem julga que sabe tudo sobre mim. Não cultivo é a rábula presunçosa do misterioso interessante que, na realidade, nada tem para esconder. Por isso é que nunca pude aceitar ser entrevistado no 'Conta-me Como És' ou no 'Alta Definição'. A vida ensinou-me a estar com naturalidade em realidades muito diferentes. Por isso me sinto sempre tão bem recebido por onde vou passando. Porque sinto que me olham como um dos seus."