Após polémica, José Castelo Branco pede desculpas: "Que horror, que horror, que horror!"

José Castelo Branco na Selfie
José Castelo Branco lança novo videoclipe
O estilo de vida exuberante de José Castelo Branco em Nova Iorque

José Castelo Branco envolveu-se em mais uma polémica após ter feito algumas publicações a criticar várias figuras públicas nacionais.

Agora, o marchand d'art vem defender-se e pedir desculpas às visadas, alegando que a suas contas de Instagram e de Twitter foram pirateadas.

Nos ataques que surgiram nas redes sociais de José Castelo Branco as críticas eram dirigidas a Cristina Ferreira, Rita Pereira e até à namorada de Cristiano Ronaldo, Georgina Rodríguez.

O socialite explicou, entretanto, o que aconteceu e diz que apresentou queixa na polícia. "Que horror, que horror, que horror! Vocês acreditam que a minha conta foi pirateada?", lamentou num vídeo que partilhou na Internet.

Já durante a madrugada desta sexta-feira, voltou a justificar-se sobre o episódio e, através de uma nova publicação na rede social Instagram, José Castelo Branco recordou o mês em que foi capa da revista Cristina. "O que aconteceu foi horrível! Usaram a minha conta para criar intriga com uma mulher que eu respeito enquanto profissional. E a única faceta que conheço! Nunca arrasei a Cristina publicamente, também nunca dei graxa, ela também não deve ser de graxas. Mas isto tenho de dizer, a Cristina foi a única que me deixou mostrar realmente quem eu sou…OBRIGADO", começou por escrever o Conde.

"Já não falo com a Cristina há meses. Estou à espera do convite para ir a 'Casa' dela. Já agora, fica já o convite: quando vieres a New York, tenho todo o gosto em receber-te em minha Casa", escreveu, ainda, o marido de Betty Grafstein.

No final, José Castelo Branco aproveita para se retratar: "Querida, já sabes, eu respeito-te imenso enquanto profissional, e tenho a certeza que, no dia que aprenderes fluentemente inglês, o mundo é teu. Isto tudo aconteceu por estupidez minha, que meti a mesma password em tudo. Já aprendi a lição."

O marchand d'art dedicou também uma mensagem a Rita Pereira, igualmente visada nas críticas publicadas em seu nome: "Não tenho opinião, não a conheço. Desejo um bom ano a ambas e imensa desculpa por ser preguiçoso e meter a mesma password em tudo."