Na cadeia, Harvey Weinstein infetado com o novo coronavírus

Harvey Weinstein na Selfie
Harvey Weinstein declarado culpado de abusos sexuais
Harvey Weinstein enfrenta pena até aos 25 anos de prisão por violação
Harvey Weinstein comparece a tribunal, em Nova Iorque
Harvey Weinstein tenta acordo em tribunal

Harvey Weinstein está infetado com o novo coronavírus e, agora, os serviços prisionais temem um surto na cadeia.

O antigo produtor de cinema, que foi condenado a uma pena de 23 anos, por assédio sexual e violação, foi transferido, na semana passada, para uma prisão de segurança máxima.

Agora, Harvey Weinstein foi diagnosticado com Covid-19. A informação foi confirmada à Reuters pelo presidente da associação que reúne os estabelecimentos prisionais e de correcção do estado de Nova Iorque, Michael Powers, que adiantou que o ex-produto se encontra em isolamento profiláctico.

Michael Powers assegura, ainda, que vários guardas estão, também, a ser sujeitos a uma quarentena, acrescentando que as equipas prisionais não têm equipamento de protecção adequado.

Harvey Weinstein fez 68 anos na passada quinta-feira e está detido no Estabelecimento Prisional de Wende, uma prisão de alta segurança em Nova Iorque, onde haverá outro detido que, também, testou positivo.

À mesma agência noticiosa, um advogado da equipa de defesa de Weinstein reclamou o facto de não ter conhecimento do diagnóstico de Covid-19, manifestando preocupação pelo estado de saúde do cliente que, antes da transferência, passou pelas instalações de ​Rikers Island, onde foi tratado a problemas cardíacos, queixando-se de dores no peito. "Dado o estado de saúde do sr. Weinstein, e se for o caso [de estar infectado com coronavírus], estamos preocupados", assegurou o advogado.