Aos 52 anos, Cláudia Raia faz confissões sobre sexo: "Sempre fui a 'transarina'"

Cláudia Raia na Selfie
Cláudia Raia chora morte da mãe
Aos 51 anos, Cláudia Raia casou-se pela terceira vez com Jarbas Homem de Mello
Cláudia Raia chora morte da mãe

Aos 52 anos, Cláudia Raia quer continuar a quebrar tabus e desvendou segredos sobre a vida íntima.

Foi no projeto "50 e Tantas", um canal IGTV, que Cláudia Raia acabou a fazer revelações acerca da vida sexual.

Num dos episódios do canal do Instagram, a atriz brasileira, desvendou: "Sexo anal é uma coisa que é difícil para mim, eu não me sinto confortável, não é por nada, é por dor. Tentei já, mas não é uma coisa que me dê prazer, eu não gosto. Então eu tenho uma primeira opção, não precisa ser a segunda opção." 

Depois, aquela que foi considera um sex symbol nos anos 1980, assume:"Gente, eu sempre fui a 'transarina'. Sexo é uma coisa que eu amo. Adoro fazer sexo. Eu sou uma pessoa muito sexual e isso não mudou nada. Nos períodos em que eu estava solteira a 'transarina' vinha de frente com uma flor no cabelo e pá! Claro que, quando você está casada, não é a mesma coisa."

"Sempre fui muito ativa sexualmente, adoro! Acho a grande coisa da vida", afirmou Cláudia Raia que, atualmente, é casada com Jarbas Homem de Mello, que diz que nunca experimentou uma ménage à trois ou teve experiências lésbicas. "Eu sempre deixo todas as portas abertas, porque não se sabe o dia de amanhã. Eu me apaixono por pessoas, mas, por acaso, nunca atravessou uma mulher no meu caminho nem a coisa de suruba [ménage à trois]. Eu não gosto muito de compartilhar", continuou a atriz que, anteriormente, foi casada com Edson Celulari (de 1993 a 2010) e com Alexandre Frota (de 1986 a 1989).

No final, assume: "Hoje, já não me esforço para agradar."