Manuel Luís Goucha: "Não serei o melhor apresentador, mas sou um grande apresentador"

“Esta vida foi a que eu sempre quis!”
Manuel Luís Goucha vai jantar à Casa dos Segredos

Durante uma visita muito especial à "Casa dos Segredos", Manuel Luís Goucha deixou uma mensagem inspiradora aos concorrentes, ao falar sobre o seu sonho de trabalhar na televisão.

“Esta vida foi a vida que eu sempre quis e tive-a. Aliás, aconteceram-me coisas bastante interessantes ao longo da vida, por exemplo, quando via televisão ficava fascinado. [...] Lembro-me que quando era miúdo e olhava para os limites que eu via do meu quarto, eu dizia: ‘Não quero que a minha vida tenha o tamanho deste pátio’. E o que é que me dava a largueza de perspetivas: era a televisão”, afirmou, recordando a infância vivida no centro histórico de Coimbra, cidade onde a sua mãe, de 94 anos, ainda vive.

“Lembro-me que havia uns programas em que apareciam umas planícies imensas, era o Alentejo. Sempre disse à minha mãe: ‘Um dia, se eu puder, quero ter uma casa no Alentejo’. [...] E não é que aos 60 anos eu consegui ter um pedaço de chão alentejano?”, acrescentou.

"Quando entrei na televisão, há muitos anos, e quando começo a fazer programa de companhia para as pessoas tive sempre presente um lema da minha vida: se eu abraço um projeto, seja ele qual for, tenho de ser muito bom. Eu posso falhar, posso querer ser bom e não ser bom. [...] Agora tenho é que dar tudo. [...] Tenho que ser muito bom naquilo que faço e tenho que trabalhar, todos os dias, como se fosse a minha estreia”, sublinhou.

Depois de encorajar os concorrentes a concretizarem os seus sonhos, Goucha disse: "Não serei o melhor apresentador, não tenho dúvidas, nem tenham dúvidas, mas sou um grande apresentador de televisão, porque trabalho muito para isso"

“Há muito melhor que eu em todas as áreas. [...] Sou muito pouco importante comparativamente com muitas pessoas e muitos portugueses que estão por aí e lá fora a fazer muito nas suas áreas”, rematou.