SIC

Carolina Patrocínio fala sobre educação das filhas: "Quero que sejam mulheres independentes"

A propósito da estreia do filme "Galilebre e o Templo Perdido", no qual Carolina Patrocínio dá voz a uma doninha, a SELFIE conversou com a apresentadora sobre a educação dos quatro filhos.

Casada há nove anos com Gonçalo Uva, Carolina Patrocínio é mãe de quatro filhos: Diana, de oito anos, Frederica, de seis, Carolina, de quatro, e Eduardo, de dois.

Partindo da mensagem do filme de que "são as diferenças que nos tornam especiais", a SELFIE questionou a apresentadora sobre a forma como usa esta máxima na educação dos filhos. "Acho que o mais importante na educação dos nossos filhos é passarmos estes valores e esta mensagem e estes valores para os ajudar a ganhar confiança e autoestima e a saberem relativizar a opinião dos outros, para que isso não nos molde e não nos tolde", começou por explicar.

"É isso que eu tento passar às minhas filhas e quero que sejam mulheres independentes e que acreditem nelas próprias, e que, tal como diz o filme, acreditem que todos temos um super-herói dentro de nós e que o alimentem e não se deixem ir abaixo por opiniões exteriores", acrescentou a apresentadora, revelando que os filhos vibram quando a ouvem dar voz a personagens de animação, como é o caso de Mena, a doninha aventureira de "Galilebre e o Templo Perdido".

Carolina Patrocínio revelou, ainda, que a super-heroína à qual gostava de dar voz era a Tomb Raider. "Mas, também, gostava de dar voz à Pocahontas ou a outras princesas e super-heroínas de filmes de animação icónicos. No fundo, gosto de dar voz a mulheres fortes e que marquem de alguma forma", rematou.

Veja, abaixo, o trailer do filme "Galilebre e o Templo Perdido".

Relacionados