Antigo guarda-redes do Benfica chora a morte da mulher, enquanto a filha luta pela vida

Foi através das redes sociais que Carlos Bossio prestou uma sentida homenagem à mulher, que morreu após dar à luz, na sequência de um Acidente Vascular Cerebral.

A viver um dos momentos mais difíceis da sua vida, o antigo guarda-redes do Benfica quis homenagear Ana Débora Lucero Bustamante, de 42 anos.

"Boa viagem, amor. Vou recordar-te cheia de alegria, loucura, amor e sempre disposta a ajudar os outros. Essa forma de ser que nos encantava a todos e que nos levava a a seguir as tuas ideias e loucuras. Foste um ser especial na terra e, agora, serás, no céu. Deus leva muitos para fazer a sua equipa, mas, agora, seguramente que vai formar a Seleção. Serás o meu amor para sempre. Deixaste-me um presente chamado Isabella, para eu criar como sempre sonhámos. Fica tranquila que vou fazê-lo e contar-lhe todos os dias como era a mãe. Espero que a tua felicidade comigo seja igual à que senti todos estes anos maravilhosos a teu lado. Nunca te esqueceremos e vamos sentir a tua falta todos os dias das nossas vidas", escreveu.

Segundo a imprensa argentina, o bebé, que nasceu aos sete meses, continua a lutar pela vida.

Dias antes da morte da mulher, Carlos Bossio partilhou, nas redes sociais, uma mensagem de apoio à mulher: "Força, amor... não me deixes, Guerreira da Vida... Amo-te."

Entretanto, o Benfica já enviou condolências ao guarda-redes, de 45 anos: "Neste momento tão difícil e de dor por que está a passar, fica a mais forte solidariedade e conforto de toda a Família Benfiquista ao nosso antigo guarda-redes."

Recorde-se que Carlos Bossio jogou em Portugal entre 1999 e 2004, representando o Benfica e o V. Setúbal. Foi, também, guarda-redes da seleção argentina, entre 1994 e 1996.