Rita Mendes sobre violência doméstica: "Sei o que dói ser humilhada"

Depois de ter tomado conhecimento de uma campanha online sobre violência doméstica, Rita Mendes recorreu às redes sociais para partilhar a história dura que viveu.

"Corre uma corrente que pede que às mulheres que coloquem uma foto preta no seu perfil com o intuito de chamar a atenção para a violência doméstica, seja ela de que forma for. Física ou psicológica", começou por explicar a DJ.

Ainda que a campanha de sensibilização peça uma fotografia a preto, Rita Mendes preferiu partilhar uma fotografia a cores, "cheia de orgulho, confiança e amor próprio". Aproveitou, também, para falar de algumas situações pelas quais passou, na esperança de que o depoimento ajude alguém que esteja a passar por algo semelhante.

"Sei na pele, o que dói ser humilhada, minimizada, manipulada, insultada. Sei bem o que é quase perder as forças por "acreditar" merecer as ofensas, críticas e safanões emocionais. Sei bem o que é sofrer retaliações sociais e familiares e sentir-me tão em baixo que acreditava "não valer nada". Sei o que é não ter com quem falar e sentir vergonha de mim mesma. Por isso, não apago nada. Por isso, dou a cara e olho nos olhos. Por isso, digo a quem passa pelo mesmo, ou por pior, que é possível ser feliz depois da libertação. Pode demorar tempo demais, mas o medo nunca deve superar o nosso direito de nos amarmos a nós mesmas/os. Eu sou feliz e livre agora. Em tempos, não fui. E uma foto cheia de altivez, de orgulho, confiança e amor próprio é, para mim, o ideal para marcar este momento ", partilhou a apresentadora, no Instagram.