Após expulsão do "Big Brother", Slávia relata episódios de racismo

Slávia afirma que já sofreu preconceito
Slávia: «Eu não me considero uma concorrente polémica»
Slávia: «Eu acho que o meu lado humano se sobrepôs à competitividade»
"Big Brother": conheça a concorrente Slávia dos Santos

Slávia esteve à conversa com Manuel Luís Goucha, um dia depois de ter saído da casa do "Big Brother".

Formada em Direito, Slávia dos Santos assume que "o lado mais humano se sobrepôs à competitividade", o que pode ter ditado a expulsão na última gala do "Big Brother".

"Educada", "culta" e "apagada" foram os adjetivos usados por Manuel Luís Goucha para caracterizar Slávia, questionando, depois, a ex-concorrente a que se deveu o facto de não se ter destacado no jogo.

"Fui uma pessoa que tentei gerir energias e uma das minhas características é a ponderação", começou por explicar Slávia, referindo que "o facto de não ser uma pessoa polémica" fez com que estivesse mais "apagada".

A concorrente angolana revelou, depois, dois episódios em que sentiu preconceito em relação à cor de pele. "Comigo, sempre teve a particularidade de ser camuflado, que é o mais difícil", assumiu, contando que uma das situações foi no ambiente empresarial em que o patrão em vez de a chamar Slávia a chamou "slave, brincando com o meu nome e com a denominação em inglês - escrava -, presumindo que, provavelmente, eu também não percebia inglês, o que não foi nada agradável".

"são situações que acontecem e que ficam ali", rematou Slávia.

Veja, agora, os vídeos com a conversa de Slávia com Manuel Luís Goucha.