Ruben Rua desvenda todos os segredos sobre a vida amorosa dos famosos

Barman do Amor - Isabel Silva
Barman do Amor - Pimpinha Jardim
Barman do Amor - Fernanda Serrano
Barman do Amor - Windoh & Angie
Barman do Amor - Virgul
Barman do Amor - Mickael Carreira
Barman do Amor - Bárbara Bandeira
Barman do Amor - António Raminhos
Ruben Rua é o "Barman do Amor"

A propósito da estreia da rubrica exclusiva digital Barman do Amor, a Selfie entrevistou o apresentador Ruben Rua e reuniu todos os episódios desta primeira temporada.

Como surgiu a ideia de fazer o Barman do Amor?

O Barman do Amor foi um nome que eu criei enquanto gravava o "First Dates", em Madrid. Quase que um "slogan" que usei na minha comunicação digital durante esses dias e que acabou por ficar. Mais tarde, a TVI propôs-me um projecto digital que, depois de alguns acertos e de um brainstorming, resultou no projeto que, hoje, está nas plataformas digitais do canal. Quando pensámos no nome foi praticamente imediata a resposta... O Barman do Amor tinha nascido como legenda para um instastory e seria um conteúdo de entretenimento.

Como correu a experiência?

Foi intensa, exigente, mas muito divertida. Gravámos as nove entrevistas em apenas dois dias. Pensar no guarda roupa, preparar-me e ajustar-me a nove personalidades e histórias diferentes é, no mínimo, desafiante. A verdade é que foi muito divertido e estou francamente feliz com o resultado.

O que podemos esperar das entrevistas?

Verdade. Os nove convidados são completamente diferentes, mas a honestidade nas respostas é transversal. Falar de dates, histórias e relações é sempre delicado, mas todos foram genuínos e transparentes, e isso, para mim, é um ponto fundamental. São nove histórias distintas de nove pessoas que nada têm a ver. Desde o início que procurei que as entrevistas tivessem diversidade e que o espetador, apesar da temática dominante, conseguisse, sempre, encontrar uma abordagem completamente diferente.

Qual foi a mais reveladora?

Não sei se é a mais reveladora, mas a do Raminhos é a mais surpreendente. Esperava, obviamente, um registo muito cómico em que o humor seria sempre o ponto de partida de todas as resposta, no entanto, a forma apaixonada, séria e cativante como fala da esposa é incrível e maravilhosamente inesperada.

De que forma foram escolhidos os convidados?

Procurei que fossem pessoas conhecidas pelo público, com conteúdo e com percursos profissionais e amorosos completamente distintos.

Quem é que, numa próxima edição, não pode mesmo deixar de ser entrevistado?

Várias pessoas, já tenho a minha wishlist praticamente definida [risos]. Sei exatamente quem quero entrevistar e, na altura certa, irei partilhar.

Já tinhas tido alguma experiência como barman?​

Nenhuma [risos]. Fiz uma pequena formação antes do início do programa e tive muita fé em Deus e nos pedidos não exigentes dos participantes. Se já tinha respeito pela profissão, hoje, tenho ainda mais. A verdade é que fiquei com vontade em aprender e estou, por isso, a considerar fazer um curso intensivo de barman... só por prazer mesmo... ou não fosse eu o Barman do Amor [risos].