urlvisit

Lavado em lágrimas, João Baião revela o que faria se só tivesse 24 horas de vida

João Baião viveu o dia em que o pai completaria 87 anos com as emoções à flor da pele.

João Baião aceitou o desafio de Bárbara Guimarães e decidiu passar 24 horas com a apresentadora, como se fosse o seu último dia de vida.

"O meu paizinho faria 87 anos hoje", começou por revelar o apresentador, de 56 anos, que assumiu que a família é a prioridade, antes de passar as primeiras horas com o irmão mais velho, José: "Tu e o pai foram os meus primeiros heróis, as minhas referências. Sempre fiz de tudo para não vos desiludir."

João Baião, que tem uma irmã gémea, fez, igualmente, questão de lhe ligar para lhe mostrar o quanto é importante na sua vida. "Sabes o quanto eu te amo e o quanto te agradeço. Tu tens sido uma peça fundamental para mim. És uma mulher inacreditável e tens um filho que eu amo perdidamente. É um ser humano como não existe hoje em dia. Foi um neto maravilhoso e é um filho extraordinário. É uma pessoa que nos entra na pele e isso deve-se a ti e ao Zé que têm feito um trabalho extraordinário. Sabes que te amo do fundo do coração e que tudo o que consegui na minha vida foi com a tua ajuda", disse, em lágrimas, o apresentador.

Outra das pessoas importantes na vida de João Baião é Tânia Ribas de Oliveira, com quem fez dupla durante muitos anos no programa "Praça da Alegria". "Contigo redescobri vários valores da vida: de amizade, companheirismo. Tu deste-me uma grandeza de vida que, para mim, tem sido muito importante enquanto pessoa, porque cresci imenso", admitiu, antes de ouvir os elogios da apresentadora em relação a si.

Ana Brito e Cunha, Alexandra, Mané Ribeiro e Maria Rueff são outras das mulheres que fazem parte da vida do apresentador e que, também, participaram nesta experiência, tecendo elogios a João Baião, que passou a noite numa tenda e aproveitou para mandar uma mensagem num balão de ar quente para aqueles que já morreram.

Nas redes sociais, o apresentador aproveitou para enviar, igualmente, mensagens às amigas que participaram na experiência, partilhando algumas imagens nas quais surge ao lado delas.

"Com a Tânia aprendi outras variantes da amizade, outra magia de fazer televisão e, para sempre, o valor e a importância de um abraço. Abraço que, quando acontece, é sempre cheio de palavras, mesmo sem as proferirmos. Abraço que, por agora, fisicamente, fica adiado, mas com a esperança de que, em breve, a terei nos meus braços. Minha Tânia, minha Princesa, por agora, abraçamo-nos com o olhar, e não há olhar mais lindo do que o teu! E já agora, o sorriso também!", escreveu João Baião sobre Tânia Ribas de Oliveira.

Já sobre a experiência ao lado de Bárbara Guimarães afirmou: "Das mais emocionantes e profundas [viagens] que já vivi em televisão. Foi como um código de desbloqueio de emoções."