Goucha

Ana Rocha de Sousa fala sobre denúncia: "Não tenho a intenção de destruir uma carreira"

A atriz e realizadora Ana Rocha de Sousa marcou presença na emissão mais recente do programa "Goucha" e abordou uma denúncia, que fez recentemente, a propósito de um caso de violação.

Ana Rocha de Sousa fez uma retrospetiva profissional e pessoal, numa entrevista intimista, concedida a Maria Cerqueira Gomes, para o programa "Goucha".

Quase no final da conversa, a realizadora do premiado filme "Listen" recordou quando, em maio de 2021, contou que foi violentada, em 1995, quando era adolescente.

"Muitas pessoas talvez não percebem o porquê de, passados tantos anos, se referir ou se falar", começou por admitir Ana Rocha de Sousa.

"O lugar de onde eu venho é o lugar da verdade e da honestidade. Senti um peso maior em relação a essa situação por, precisamente, estar a viver numa fase em que a minha carreira tinha explodido de uma forma positiva e o meu foco é um cinema de linguagem social e de aproximar à realidade das pessoas e não fazer só cinema como uma forma de arte", garantiu a cineasta.

Ana Rocha de Sousa afirmou, também, que sentia um peso por guardar um "segredo": "Ainda por cima, era um segredo numa altura em que muita gente começou a falar sobre os direitos das mulheres e as questões de assédio. Comecei a sentir que tinha uma obrigação maior para com as mulheres, as meninas deste país."

"Não tenho, nem nunca tive a intenção, de apontar o dedo à pessoa, destruindo uma carreira. Deixei de sentir que podia continuar a 'colaborar' numa espécie de silêncio. Acho que o silêncio é o maior inimigo nos casos de violência, seja qual for o caso de violência. Senti essa obrigação de partilhar essa história, que é triste, violenta, mas que tem um desfecho muito menos pesado do que aquilo que poderia ter sido", concluiu.

Veja, agora, na íntegra, a entrevista de Ana Rocha de Sousa concedida para o programa "Goucha".

Relacionados