José Castelo Branco embarca rumo a Nova Iorque: "Passei por ladra e nem sequer houve julgamento"

José Castelo Branco na Selfie
A explicação de José Castelo Branco após ser detido no aeroporto: "Só me fui perfumar!"
José Castelo Branco detido no aeroporto de Lisboa: "Estou a passar por ladra"
José Castelo Branco lança novo videoclipe
O estilo de vida exuberante de José Castelo Branco em Nova Iorque

José Castelo Branco foi detido, na quarta-feira, no aeroporto de Lisboa, acusado de ter roubado um perfume.

José Castelo Branco continua a partilhar, nas redes sociais, os desenvolvimentos do caso de alegado roubo em que se viu envolvido.

Após ter estado, na manhã desta quinta-feira, dia 12, no tribunal, José Castelo Branco terá conseguido sair sem quelaquer acusação, o que lhe permitiu embarcar, esta tarde, para Nova Iorque.

No Instagram, o marchand d'art mostrou o momento em que circulava pelo aeroporto de Lisboa rumo à porta de embarque do avião para Nova Iorque e explicou: "Passei por ladra e nem sequer houve julgamento."

Recorde-se que o marchand d'art ficou retido no aeroporto de Lisboa, na quarta-feira, depois de ter sido acusado, por uma funcionária de uma loja, de roubar um perfume, sendo impedido de embarcar para Nova Iorque, nos Estados Unidos.

À chegada ao tribunal, José Castelo Branco falou aos jornalistas presentes, mas escusou-se a dar explicações: "Foi uma experiência maravilhosa. Conheci polícias maravilhosos. Gente divina."

À comunicação social, a advogada do socialite, Alexandra Remédios, esclareceu, à saída do tribunal, que "não houve diligência, não foi ouvido, não há nada. O julgamento não foi feito. Não tem de pagar nada".