José Castelo Branco assume: "Perfume caiu para dentro da carteira"

José Castelo Branco na Selfie
A explicação de José Castelo Branco após ser detido no aeroporto: "Só me fui perfumar!"
José Castelo Branco detido no aeroporto de Lisboa: "Estou a passar por ladra"
José Castelo Branco lança novo videoclipe
O estilo de vida exuberante de José Castelo Branco em Nova Iorque

Acusado de ter roubado um perfume no aeroporto de Lisboa, José Castelo Branco admite que tinha o frasco dentro da carteira, mas que não sabe como foi lá parar.

Depois de ter sido o próprio a partilhar nas redes sociais que tinha sido detido, acusado de ter roubado um perfume no freeshop do aeroporto de Lisboa, apelidando a situação de injusta, agora, José Castelo Branco assume que, afinal, tinha o perfume dentro da carteira.

Num direto no Instagram, o marchand d'arte confessa que se perfumou com uma amostra do perfume – que custa cerca de 100 euros – e que, "ao tirar o cartão de crédito" para efetuar o pagamento dos cigarros que ia comprar, "o perfume caiu para dentro da carteira".

Depois, o socialite explica que terá sido, posteriormente, abordado por uma funcionária do aeroporto e que, ao ser revistado, é que se aoercebeu que tinha embalagem dentro da carteira. "Eu disse-lhes que pagava, que tinha sido engano", prossegue José Castelo Branco que, na quinta-feira, foi a tribunal e acabou por não ser acusado formalmente, o que lhe permitiu viajar para Nova Iorque.