Internacional

Acusado de trair a mulher, Adam Levine assume: "Passei das marcas"

O cantor Adam Levine está a ser acusado de trair a mulher e de querer dar o nome da amante à filha.

Adam Levine está a ser acusado de ter traído a mulher, Behati Prinsloo, com quem é casado desde 2014.

A acusação parte de Sumner Stroh, modelo que revelou, publicamente, ter mantido um romance com o músico durante um ano. No TikTok, a modelo partilhou um vídeo no qual revela, ainda, que o cantor lhe pediu para batizar a próxima filha com o nome de Sumner. 

"Uma séria questão. Eu vou ter outro bebé e, se não for um menino, queria muito dar-lhe o teu nome. Tudo bem por ti?", pode ler-se numa mensagem alegadamente enviada pelo artista à amante no dia 1 de junho. 

Mais tarde, Sumner Stroh publicou um novo vídeo onde explica que Adam Levine a fez acreditar que estaria prestes a divorciar-se e que o casamento com Behati Prinsloo estava acabado. 

Entretanto, Adam Levine, que está à espera do terceiro filho em comum com Behati Prinsloo, emitiu um comunicado, no qual assumiu: "Falhei ao ter falado com outras pessoas, para além da minha mulher, de uma maneira, qualquer uma, mais sugestiva."

"Não tive um caso, ainda assim, passei das marcas durante um período da minha vida do qual me arrependo", garantiu o vocalista dos Maroon 5, acrescentando: "Em determinadas circunstâncias, tornou-se inapropriado. Percebi isso e tomei medidas para o corrigir com a minha família."

"A minha mulher e a minha família são as únicas coisas com que me importo no mundo. Ter sido inocente e estúpido o suficiente para arriscar a única coisa que realmente importa para mim foi o maior erro que cometi", afirmou, ainda, o músico.

"Nunca mais cometerei esse erro novamente. Assumo todas as responsabilidades. Vamos ultrapassar isto e ultrapassá-lo juntos", rematou Adam Levine.

Relacionados