Plácido Domingo reage a acusações de assédio sexual

Igor Pires
Plácido Domingo na Selfie
Plácido Domingo em Lisboa para liderar mais uma edição do mundial de ópera

O cantor Plácido Domingo está a ser acusado de assédio sexual por nove mulheres.

Plácido Domingo está a ser acusado de assédio sexual por nove mulheres. A estas, juntam-se, ainda, seis mulheres que se queixam de que o cantor de ópera as deixou “desconfortáveis” com avanços sexuais.

As acusações partem de oito cantoras e de uma bailarina, que trabalharam com Plácido Domingo desde o começo da década de 1980 até 2002.

“Alguém estar a tentar a segurar-te a mão durante um almoço de trabalho é estranho. E pôr a mão no teu joelho é um pouco estranho. Ele estava sempre a tocar-me de qualquer maneira, sempre aos beijos", afirmou uma das cantoras.

Entretanto, Plácido Domingo já reagiu às acusações. Um dos Três Tenores emitiu um comunicado, através do qual negou os relatos feitos por aquelas mulheres na investigação da Associated Press: “As alegações destas pessoas anónimas, que remontam a episódios de mais de 30 anos para trás, são perturbantes e, da maneira como foram apresentadas, imprecisas”.

No entanto, Plácido Domingo admitiu que é “doloroso ouvir” que “perturbou” ou deixou “desconfortáveis” aquelas mulheres. “No entanto, reconheço que as regras e padrões que hoje temos - e devemos ter - em conta são muito diferentes do que eram no passado. Tive a bênção e o privilégio de ter uma carreira com mais de 50 anos em ópera e vou obrigar-me aos mais altos padrões”, acrescentou o cantor.