Fátima Lopes: "As lágrimas começaram a correr porque tinha ali a minha mãe"

Fátima Lopes: «Quando eu olhei e vi ali a minha mãezinha pensei "que bênção de a ter aqui"»
Os bastidores da entrevista de Fátima Lopes a Mickael Carreira
Fátima Lopes foi surpreendida no «Conta-me como és»
Fátima Lopes visita o Santuário de Fátima
Fátima Lopes na Selfie

Fátima Lopes não conseguiu contar as lágrimas, ao recordar a primeira e última ida a Fátima.

"Na primeira peregrinação chorei imenso quando cheguei, primeiro por não ter desistido [pois tinha problemas na perna], depois chega-se ali… Eu tenho muito a mania de cuidar de toda a gente, de ser cuidadora, toda a vida fui assim e não lamento por isso. Quando ali cheguei e olhei para aquele santuário a minha emoção não era só porque eu consegui chegar, era porque tinha chegado ao sítio onde eu me permito que me dêem colo, porque por norma sou eu que dou colo a toda a gente e estou sempre disponível para dar colo", confessou.

A apresentadora recordou, também, a mais recente ida a Fátima, e não conteve as lágrimas: "Lembro-me de ver a imagem de Nossa Senhora e de olhar e das lágrimas me começarem a correr, porque tinha ali a minha mãe e porque queria agradecer por ainda ter ali a minha mãe."

"Cheguei ao sítio, onde me permito que me dêem colo. Por norma, sou eu que dou colo a toda a gente. Estou sempre disponível para dar colo, sempre. Mas, quando chego a Fátima, sinto que posso baixar os braços e posso, simplesmente, sentar-me no colo da mãe. E eu tenho a minha mãe, e ainda me sento no colo dela, embora a minha mãe tenha 1 metro e meio e adoro sentar-me no colo da minha mãe. Mas, também, sinto que devo cuidar da minha mãe", continuo, com a voz embargada.

"A idade vai passando e eu quero dar o melhor à minha mãe. Quero cuidá-la, amá-la, estimá-la, o mais possível e não a quero preocupes, mas quando chego a Fátima, posso ser cuidada", acrescentou.

Veja, agora, as imagens.