EXCLUSIVO

Inês Gutierrez fala, em exclusivo, sobre o novo programa

Vem aí "Caixa de Mensagens", o novo programa digital de Inês Gutierrez, que falou, em exclusivo, à Selfie, sobre este desafio.

"Tinha acabado de vir dos Açores, de energias recarregadas, pronta para trabalhar. Acordei e pus-me a ver no YouTube vídeos americanos, na cama. E pensei: Quero fazer alguma coisa diferente e divertida! Quero criar um jogo, com convidados giros, e que os coloque em posições constrangedoras, mas engraçadas, ao mesmo tempo... e que ainda não tenha sido feito. Comecei a avaliar mil possibilidades, pensei no jogo do telefone estragado, pensei em mensagens enviadas, em verdade, em mentira... e foi assim que cheguei ao conceito deste programa. Uma manhã na cama muito produtiva!", começou por contar a apresentadora da TVI.

Inês Gutierrez decidiu, então, criar o programa "Caixa de Mensagens", que será disponibilizado, semanalmente, às quartas-feiras, no TVIPlayer. Em cada episódio, a apresentadora receberá um convidado, a quem serão apresentadas seis cartas assinadas por remetentes diferentes. O objetivo é que, depois de ler as cartas, o convidado descubra se a mensagem foi mesmo enviada pela personalidade em questão ou se foi inventada pela produção.

"'Será que ela me faria um convite destes?', 'Será que ela me escreveria que gosta de mim?', 'Ele costuma enviar-me mensagens a dizer: Olá, querido!', ou 'Oiiii!? Eu tenho quase a certeza que ele jamais me faria um elogio destes, mas é muito mau se disser que não foi ele, e, depois, por azar, até foi?' São estes os dramas existenciais que passam pela cabeça dos vários convidados. É muito engraçado!", sublinhou a apresentadora.

Sem querer desvendar demasiado, Inês Gutierrez revelou, ainda: "Os convidados são conhecidos e as mensagens são de pessoas que o público bem conhece: figuras públicas, apresentadores, cantores, atores, etc. São mini-programas, com menos de 10 minutos, fáceis de ver e que, acima de tudo, entretêm quem está a ver! A parte mais interessante é que o próprio público que está a ver o programa vai poder ir jogando, ao mesmo tempo que o convidado, ja que as respostas certas só são reveladas depois."

Intuitiva por natureza, a apresentadora não poderia estar mais entusiasmada com este desafio: "Desde pequena que as minhas amigas me dizem que eu tenho que conhecer A ou B para perceber se é, realmente, boa pessoa, ou se é matreiro. Sempre fui uma boa avaliadora de pessoas, por isso, achei que este programa tinha tudo a ver comigo! E perceber que existem pessoas ainda mais intuitivas do que eu, encantou-me. Por outro lado, também é muito curioso ver pessoas que admiro imenso a serem ingénuas por terem um coração demasiado grande. Tudo o que tenha a ver com perspicácia, emoções, avaliar pessoas... se estão nervosas, se estão embaraçadas, se estão relaxadas... é a minha praia! Por isso, sabia que, à partida, me ia divertir horrores com este programa. E acertei! O fascinante, aqui, é estar a ler mensagens que tanto foram escritas por pessoas próximas, como por pessoas que não são próximas. E é aí que está o encanto! Até porque, além daquilo que a pessoa, efetivamente, pensa e acha, existe, ainda, o facto de isto estar a ser gravado e de a pessoa estar a ser avaliada. É neste tipo de desafios que conseguimos conhecer melhor os convidados: se são mais transparentes ou mais elaborados, se são perspicazes ou se são mais ingénuos, se estão preocupados com o que o público pode pensar, se cedem ou não à pressão."

Questionada sobre o convidado mais desafiante, Inês Gutierrez não hesitou: "A pessoa que, até à data, foi mais difícil para mim como entrevistada foi a Isabel Silva... um verdadeiro furacão! Eu já sabia que ela tinha estaleca, mas ainda tem mais do que eu achava! Ela topa tudo. As mensagens que lhe foram lidas deviam ter sido mais difíceis e dúbias. À medida que o convidado vai dando os seus palpites, a Inês vai aproveitando para descobrir algumas das suas histórias e curiosidades."