"Dificilmente, em televisão, nos próximos anos, aparecerá uma dupla como a nossa"

Goucha e Cristina no 13.º aniversário do "Você Na TV"

No dia em que o "Você Na TV" comemora o 13.º aniversário, Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha destacam alguns dos melhores momentos do programa, cuja primeira emissão foi para o ar a 13 de setembro de 2004.

"São 13 anos de muitas emoções, muitas alegrias e muitos disparates", começa por dizer Manuel Luís Goucha, que, na altura, tinha 49 anos.

Já Cristina Ferreira tinha apenas 26 anos quando começou a apresentar aquele que é, hoje, o programa de maior audiência das manhãs: "Só quando fazemos este tipo de programas [comemorativos] é que temos noção de que estamos aqui há já muito tempo e que transformámos a vida de muitas pessoas. São milhares as histórias que já passaram por aqui. A nós, deixa-nos, também, algo reconfortados, porque é sinal de que este programa não existe apenas pela gargalhada ou pelo entretenimento, mas, também, pela forma como toca os outros, e isso deixa-me feliz." 

A propósito das várias mudanças no programa, Manuel Luís Goucha assume que "no 'Você Na TV' há vários 'Vocês na TV'", e Cristina acrescenta: "Tivemos várias fases: de histórias muito dramáticas, de muita parvoíce em que nos vestíamos de tudo e mais alguma coisa... Já metemos de tudo dentro deste estúdio: vacas, camiões, fogo de artifício... Fizemos coisas muito emocionantes. Há aqui pessoas que estão a trabalhar connosco desde o primeiro dia! O que vem aí... essa é que é a surpresa...."

Para já, o fim parece não ser uma opção para os dois apresentadores. "Tudo tem um fim, mas vamos continuar, claro", sublinha Goucha. A mesma opinião é partilhada por Cristina: "Dizemos, desde o primeiro dia, que nada é eterno, mas falamos disso já com saudades porque gostamos muito de estar um com o outro. Claro que há a inevitabilidade de, um dia, isto ter de acabar, mas não vaticinem isso, para já!"

Aos 62 anos, Goucha confessa que não tenciona estar à frente do programa nos próximos 13, e brinca: "Daqui a 13 anos claro que não estarei a fazer o programa. Aos 75, espero estar a fazer outra coisa. Se a Cristina vier a ser Presidente da República lá estarei eu no palácio de Belém [risos]."

Sobre a possibilidade de, um dia, se candidatar à presidência, a apresentadora, que acaba de entrar na casa dos 40, admite, divertida: "Eu não digo que não, porque não sei o que aí vem... Agora, se me perguntarem se tenho esse sonho ou se estou preparada para isso, claro que não, como é obvio. Mas eu sei lá o que é que vai acontecer." Dirgindo-se a Goucha, acrescenta: "Ainda vais ser o meu 'primeiro damo' [risos]."

 

No que toca às mudanças de visual dos apresentadores, ao longo destes 13 anos, Cristina recorda: "Já mudei o cabelo 500 vezes, tinha uma cara diferente da que tenho hoje, o que não quer dizer que fosse melhor, até porque me sinto realmente muito bem com 40 anos. O Manuel já teve crista, já usou casacos espampanantes e ténis cor de rosa..."

Manuel reforça: "Nós mudámos, e ainda bem que mudámos, e esperamos que mudemos sempre para melhor."

Nesta viagem ao passado, a apresentadora assume ainda: "O 'Você na TV' mudou a minha vida, pelo facto de nós termos encontrado na nossa dupla a dupla perfeita. E digo isto sem qualquer tipo de pretensiosismo. Dificilmente, em televisão, nos próximos anos, aparecerá uma dupla como a nossa, pela forma como nos entrosamos. Há muitas duplas boas e que funcionam muito bem. Eu, por exemplo, funciono muito bem com o Pedro Teixeira, mas o que é estranho, na minha dupla com o Goucha, é o facto de ele poder ser meu pai, de termos tantos anos de diferença e de termos encaixado desta forma tão perfeita. Estamos a falar de um trabalho que expõe muito os egos, e nós nunca nos chateámos."

Aproveitando a ocasião, o apresentador desfaz-se em elogios à colega e amiga. "Adoro a Cristina. Com ela aprendi a partilhar protagonismo. Eu não tinha que dividir protagonismo anteriormente, quando era apresentador de um outro programa. Aqui, quando comecei, era claro que o papel da Cristina seria um papel de igual para igual, e houve que aprender a dividir protagonismo... mas foi uma coisa muito fácil. Nunca houve a mínima beliscadura. Claro que amo a Cristina, se não a amasse não lhe ofereceria uns sapatos tão caros", brincou, referindo-se ao presente que escolheu para Cristina pelo seu 40.º aniversário.

Recordando o primeiro episódio do programa, Cristina reconhece: "Lembro-me de estar nervosa e da imposição da Júlia Pinheiro para eu tratar o Manuel por tu, que era uma coisa que me custava muito, porque, para mim, ele era 'o senhor da televisão'. Mas, logo naquele dia, percebeu-se que estávamos bem um para o outro."

A mesma sensação é partilhada por Manuel: "Quando me dizem que, hoje, sou muito mais descontraído e divertido, vejo imagens antigas e percebo que, realmente, era muito mais velho. A Cristina rebuçou-me, ajudou-me a rebuçar... Já ela sofisticou-se [risos]."

Cristina lembra ainda: "Nestes anos cresci e vivi toda a minha gravidez na televisão. Dos 26 aos 40, muda tudo nas nossas vidas, trabalhando ou não em televisão, e eu vivi muitas experiências aqui. O facto de ter estado grávida foi dos momentos mais marcantes."

A postura dos dois, no que toca à fama, é semelhante, como sublinha Goucha: "A Cristina tem feito um trabalho notável. Há muitas coisas da vida privada dela a que as pessoas não têm de ter acesso. Ninguém conhece a casa dela, por exemplo, nem mesmo eu... Agora é a minha vez de dizer isto! [risos]"