Sónia Tavares: "Preciso do meu pai mais do que nunca"

Sónia Tavares, vocalista dos The Gift, na Selfie

A vocalista dos The Gift, que este fim de semana comemora 41 anos de vida, publicou, nas redes sociais, um texto de homenagem ao pai.

Numa retrospetiva, Sónia Tavares admitiu que, hoje, precisa do pai "mais do que nunca" e que ele está sempre presente.

"Em 41 anos de memórias, pronto, 38, que não me lembro dos primeiros 3, está sempre O denominador comum da minha vida - o meu Pai - Não, a idade só me trouxe independência para algumas coisas, na verdade, preciso do meu pai mais do que nunca. E ele pica o ponto, como se não houvesse amanhã e com a vontade de me aturar mais 41 anos. A mim e ao chato do meu filho, abusador de emoções por natureza, a quem o avô entrega a vida e se desdobra em amor como fez comigo. Não consigo contar-vos tudo. Todos os sacrifícios. Todas as lágrimas. As de tristeza e as de alegria, pois se foram muitas as dificuldades, muitos foram os troféus que recebemos juntos. Os quilómetros que fizemos no Ford Fiesta a cair de podre que me fazia tremer o nariz quando passava dos 100, embrulhada numa toalha, cheia de frio, a seguir a um concerto, num sítio qualquer. A fumar cigarros e a reclamar do ar condicionado que não existia. O Tavarão toma conta de nós quando estamos doentes, o Tavarão segura as pontas quando é preciso, o Tavarão comprou um carro melhor para ir comigo para os concertos todos. E agora que existe o Fausto, o Tavarão até aprendeu a cozinhar. O Tavarão é a grande razão pela qual, eu, amanhã faço 41 anos e tenho sido uma miúda muito feliz", pode ler-se.

Recorde-se que Sónia Tavares casou-se com Fernando Ribeiro, vocalista da banda Moonspell, em setembro de 2017. O casal tem um filho em comum, Fausto, de cinco anos.

 

O acne que me medrou na cara há uns dias, veio de certa forma antecipar uma série de perguntas existencialistas, próprias de quem está quase a fazer anos e já não vai para novo, ou simplesmente lembrar-me que ando a comer mal e que já tenho idade para ter juízo. Mas sobretudo, perceber que em 41 anos de memórias, pronto, 38, que não me lembro dos primeiros 3, está sempre O denominador comum da minha vida - o meu Pai - Não, a idade só me trouxe independência para algumas coisas, na verdade, preciso do meu pai mais do que nunca. E ele pica o ponto, como se não houvesse amanhã e com a vontade de me aturar mais 41 anos. A mim e ao chato do meu filho, abusador de emoções por natureza, a quem o avô entrega a vida e se desdobra em amor como fez comigo. Não consigo contar-vos tudo. Todos os sacrifícios. Todas as lágrimas. As de tristeza e as de alegria, pois se foram muitas as dificuldades, muitos foram os troféus que recebemos juntos. Os quilómetros que fizemos no Ford Fiesta a cair de podre que me fazia tremer o nariz qd passava dos 100, embrulhada numa toalha, cheia de frio, a seguir a um concerto, num sítio qualquer. A fumar cigarros e a reclamar do ar condicionado que não existia. O Tavarão toma conta de nós quando estamos doentes, o Tavarão segura as pontas quando é preciso, o Tavarão comprou um carro melhor para ir comigo para os concertos todos. E agora que existe o Fausto, o Tavarão até aprendeu a cozinhar. O Tavarão é a grande razão pela qual, eu, amanhã faço 41 anos e tenho sido uma miuda muito feliz. #quemtemumtavarãotemtudo

Uma publicação partilhada por Sónia Tavares (@soniatavaresofficial) a