EXCLUSIVO

As personagens mais marcantes de Núria Madruga na ficção TVI

Redação Selfie / MC
Recorde Núria Madruga nos melhores papeis

A Selfie quis recordar o percurso de uma das caras femininas que tem marcado, nos últimos anos, a ficção da TVI.

Com um vasto currículo em cinema, teatro e televisão, a atriz, de 37 anos, é presença assídua nos projetos da TVI.

Tinha apenas 20 anos quando se estreou com uma pequena participação em “Jardins Proibidos”, na pele de Clara. Já em 2002 integrou o elenco da novela “O Último Beijo”.

Entre 2003 e 2004, deu vida a Felicidade e Beatriz, em “Saber Amar” e “Queridas feras”, respetivamente.

No ano seguinte, encarnou a personagem Sílvia, numa pequena participação que fez na novela “Dei-te Quase Tudo”.

Durante os quatro anos que se seguiram, desempenhou vários papeis, dando vida a Andreia, Mafalda, Joana, Sarah e Camila, nas tramas “Fala-me de Amor”, “Ilha Dos Amores”, “A Outra”, “Flor Do Mar” e “Meu Amor”, respetivamente.

Paralelamente às novelas, Núria Madruga deu cartas no cinema português e subiu ao palco com algumas peças de teatro.

Em 2012, regressou ao pequeno ecrã com a novela “Doida Por Ti”, na qual deu vida à personagem Tânia Ferreira.

Mais recente, em “O Beijo do Escorpião” e “Jardins Proibidos” (sequela do original), Núria Madruga vestiu a pele de Bárbara e Telma, respetivamente.

Há cerca de um ano, está no ar com a novela “A Impostora”, na qual contracena com Eunice Muñoz e Helena Isabel. Na pele de Felipa Lancastre, Núria Madruga faz par romântico com Pedro Teixeira.