EXCLUSIVO

Melânia Gomes: "Nunca acreditei no Pai Natal e estraguei logo essa fantasia a muitos colegas meus do infantário"

Melânia Gomes

A atriz Melânia Gomes aceitou o desafio da Selfie e respondeu ao quiz de Natal. Surpreenda-se!

1. Natal é...

... Amor.

2. Qual é a memória mais especial que guarda do Natal?

A primeira vez que me deixaram enfeitar a árvore de Natal sozinha, porque consegui meter os chocolates todos que havia em casa e, claro, depois, comer tudo!

3. O que é que costuma comer na noite de Consoada e qual o doce favorito? 

Em pequena, era "obrigada" a comer o bacalhau, mas sempre preferi o polvo, que é bastante tradicional em Viana do Castelo. Doces? As rabanadas feitas pela minha tia Irene são a minha perdição!

4. Quantos presentes costuma oferecer e quantos recebe?

Depende dos anos e se estou em cena com alguma peça de teatro, como será o caso deste ano, que estou em cena com o espetáculo "Perdição", em Viana do Castelo. Gosto de oferecer um mindinho aos meus colegas. No geral, dou muitos miminhos e também recebo. Não só no Natal, mas no ano todo.

5. Pensa e compra com antecedência ou é tudo à última hora? Tenta oferecer sempre presentes personalizados?

Vou pensando ao longo do ano, mas há sempre coisas de última hora. Tento que sejam presentes personalizados, no sentido em que aquele presente é a cara daquela pessoa.

6.​ Para quem é o presente de Natal mais difícil/especial de escolher?

Para a minha sobrinha, porque é uma criança.

7. Qual é o presente de Natal ideal para si?

Aquele que tenha um valor emocional para mim. Uma peça de filigrana de Viana, loiça de Viana, chocolates avianenses, algo regional, como uma peça de um traje ou lencinhos dos namorados bordados à mão, ou uma peça de artesanato regional... Desde que seja de Viana do Castelo já fico feliz, porque terá esse amor que Viana é o Natal também.

8. Costuma fazer a árvore de Natal? Sozinho ou com ajuda?

Em criança sim, mas em adulta nunca fiz.

9. Quem é que se costuma vestir de Pai Natal? Até quando acreditou?

Nunca acreditei no Pai Natal e estraguei logo essa fantasia a muitos colegas meus do infantário. Nunca guardei nada para mim. Era terrível. Normalmente, até era eu que me vestia. Era uma oportunidade de representar, de fazer outro papel.

10. Onde e com quem costuma passar o Natal?

Já tive todo o tipo de natais, muitos deles em cena, como será praticamente o deste ano. Mas, normalmente, são divididos entre a minha família e a família do Mário, entre o norte e Lisboa.

11. Qual a figura favorita do Presépio?

Nunca achei muita graça ao Presépio, para ser sincera. Fico-me pela árvore de Natal.